4 de outubro de 2013

Compreendi que viver é ser livre...

Compreendi que viver é ser livre, que ter amigos é necessário, que lutar é manter-se vivo, que pra ser feliz basta querer. Aprendi que o tempo cura, que magoa passa, que decepção não mata, que hoje é reflexo de ontem. Compreendi que podemos chorar sem derramar lagrimas, que os verdadeiros amigos permanecem, que dor fortalece, que vencer engrandece. Aprendi que sonhar não é fantasiar, que pra sorrir tem que fazer alguém sorrir, que a beleza não está no que vemos e sim no que sentimos, que o valor está na força da conquista. Compreendi que as palavras tem força, que fazer é melhor que falar, que o olhar não mente, que viver é aprender com os erros.
Aprendi que tudo depende da vontade. Que o melhor é ser nós mesmos. Que o segredo da vida é viver!
E umas das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que, nos empurra para frente. Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita foi criadora de minha própria vida.

Por Clarice Lispector